Você Sabe o que Fazer?

Sempre bom relembrar os procedimentos numa crise convulsiva. Fique ligado nas dicas e como proceder.

Você sabe como ajudar durante uma crise convulsiva?
Publicado por Janise Dal no site da ABE

A crise convulsiva ou convulsão ocorre devido a um aumento excessivo e desordenado da atividade elétrica das células cerebrais, nesse caso os neurônios. Esta atividade elétrica alterada, é em muito dos casos, o causador das alterações motoras de uma crise convulsiva, muitas vezes caracterizada por movimentos desordenados, repetitivos e rápidos de todo o corpo. Além disto, a convulsão também pode ocasionar perda temporária de consciência, aumento da salivação, ranger de dentes, perda do controle do processo urinário e defecação.

As crises convulsivas nem sempre estão associadas com a epilepsia, pois diversos fatores podem desencadeá-la tais como: febre alta; diminuição do açúcar no sangue; desidratação; febre alta; pancadas fortes na cabeça; perda excessiva de sangue; tumores; intoxicações por álcool, medicamentos ou drogas ilícitas, dentre outros fatores…

Não é incomum as pessoas se assustarem ao se depararem com alguém tendo uma crise convulsiva e, em função disto, as mesmas sentem-se temerosas em auxiliar. No entanto, para aquele que sofre a convulsão a ajuda é de extrema importância, visto que durante o processo convulsivo o risco de lesões em decorrência da perda brusca ou muito rápida da consciência pode ocasionar queda desprotegida ao chão, o que pode gerar ferimentos e até mesmo fraturas.

A crise convulsiva não é um processo contagioso ou transmissível, sendo assim, não há qualquer risco para aquele que auxilia um indivíduo nesta condição.

É muito simples auxiliar uma pessoa durante uma crise convulsiva, entretanto é necessário saber o que você deve ou não fazer durante este momento.

O que fazer:

Mantenha-se calmo e acalme as pessoas ao seu redor;
Evite que a pessoa caia bruscamente ao chão;
Acomode o indivíduo em local sem objetos dos quais ela pode se debater e se machucar;
Utilize material macio para acomodar a cabeça do individuo, como por exemplo; um travesseiro, casaco dobrado ou outro material disponível que seja macio;
Posicione o indivíduo de lado de forma que o excesso de saliva ou vômito (pode ocorrer em alguns casos) escorram para fora da boca;
Afrouxe um pouco as roupas para que a pessoa respire melhor;
Permaneça ao lado da vítima até que ela recupere a consciência;
Ao término da convulsão a pessoa poderá se sentir cansada e confusa, explique o que ocorreu e ofereça auxílio para chamar um familiar.Observe a duração da crise convulsiva, caso seja superior a 5 minutos sem sinais de melhora, peça ajuda médica.

O que não deve ser feito durante a crise convulsiva:

Não impeça os movimentos da vítima, apenas se certifique de que nada ao seu redor irá machucá-la;
Nunca coloque a mão dentro da boca da vítima, as contrações musculares durante a crise convulsiva são muito fortes e inconscientemente a pessoa poderá mordê-lo;
Não jogue água no rosto da vítima.

5 Comment

  1. Adilson says: Responder

    Perfeito exatamente td o que fazer e o que não fazer, posso dizer isso com propriedade pois tenho crises.
    Obrigado esse tipo de post nos ajuda muito.

  2. Kamila Rodrigues Nascimento says: Responder

    Amei conhecer esse site, pois tenho convulsões e NUNCA vi alguém falando ou informando a nao ser os médicos, eu tenho muitas dúvidas ainda referente a epilepsia pois sou mulher e tenho medo de ter filhos e um dia ele nascer com o mesmo problema com o meu. Hoje tenho 24 anos, desdo 13 anos convulsiono, gostaria muito de ler relatos de mulheres com epilepsia que tenham filhos. Desde muito obg, espero conhecer mais pessoas como eu. Kamila Rodrigues Nascimento

    1. Prazer Kamila!!!!

      Esse é um movimento de todos! Fico feliz que tenha gostado.

      Vou enviar por email mais informações referentes a maternidade!

      Conte com o Movimento Falando de Epilepsia!

      Forte Abraço!

  3. I really liked your article.Much thanks again. Really Cool.

  4. Thank you for sharing this fine write-up. Very interesting ideas! (as always, btw)

Deixe uma resposta