Epilepsia no esporte

futebol

“O ex-Bayer Leverkusen sofre desta doença neurológica desde jovem, mas com o passar do tempo e com o crescimento do jogador, e a evolução da medicina, as convulsões provocadas pela doença foram controladas e a sua situação evoluiu de forma muito satisfatória e a epilepsia já não é um problema de força maior na vida do mexicano, levando mesmo uma vida normal.”

Nessa reportagem da uol, fica evidente os benefícios da atividade física na vida das pessoas que possuem esse distúrbio.
Através de pesquisas, segundo a NYU, já foi constatado esses benefícios, entretanto, é importante ressaltar que esportes radicais não são recomendados.

O portador de epilepsia precisa saber seus limites e lidar com suas limitações., o acompanhamento médico também é indispensável e preciso

A auto estima, qualidade de vida e interação social são um reflexo da realização de atividades físicas. A conscientização sobre esse tema tão abrangente e a divulgação de como proceder perante uma crise convulsiva, são de suma importancia.

Diferença entre Convulsão e Epilepsia

Qualquer pessoa está sujeita a ter uma crise convulsiva, devido o stress, febre alta, excesso de alcool ou através de uma lesão na cabeça, o que tem sido recorrente nos jogos de futebol, devido o forte contato físico nos dias de hoje dos atletas.

A pessoa é classificada como portadora de epilepsia, a partir do momento que é necessário controlar as crises frequentes..

Podemos citar o caso do Ronaldo Fenômeno na copa de 1998 e perceber através de relatos de seus companheiros de equipe da época, o desespero e falta de conhecimento do assunto

fonte: site da uol , 18/10/17 http://www.record.pt/internacional/paises/inglaterra/detalhe/chicharito-sofre-de-epilepsia.html

3 Comment

  1. yeah,this is great and I like it.I will bookmark it and share on my facebook.

  2. Way cool! Some very valid points! I appreciate you penning this post and the rest of the website is also very good.

  3. I really liked your article post.Much thanks again. Really Great.

Deixe uma resposta